f231162.jpg

 

 

"Devo estar a ficar velho. E no entanto, sem que me dê conta, ainda me acontece apalpar a algibeira à procura da fisga. Ainda gostava de ter um canivete de madrepérola com sete lâminas, saca-rolhas, tesoura, abre-latas e chave de parafusos. Ainda queria que o meu pai me comprasse na feira de Nelas um espelhinho redondo com a fotografia de Yvonne de Cazlo em fato de banho do outro lado. Ainda tenho vontade de escrever o meu nome depois de embaciar o vidro com o hálito. Ainda caminho pela borda do passeio sem pisar os intervalos das pedras. Ainda me apetecia que o meu avô me viesse fazer uma festa à cama."

 

António Lobo Antunes, in Livro de Crónicas

 

 

Também do António Lobo Antunes e bem a propósito: " Não sou um senhor de idade que conservou o coração de menino... sou um menino cujo envelope se gastou".

publicado por MariaLua às 00:57